Skip navigation


Na última sexta-feira, dia 18 de fevereiro, o Radiohead lançou the King of Limbs, o oitavo álbum da banda. Eles que inovaram o lançamento de discos usando recursos digitais, continuam com a fórmula: King of Limbs pode ser baixado no site do Radiohead em dois formatos diferente – em mp3, por 9 dólares, e em WAV, de melhor qualidade, à venda por 14 dólares. O álbum será vendido nas lojas somente em maio. Abaixo o HEY! leu algumas críticas sobre o novo álbum do Radiohead publicadas em alguns dos principais veículos do Brasil e do mundo, além da opinião de blogs especializados.

A primeira impressão – A crítica da Folha de S.Paulo, escrita pro Thales de Menezes, classificou o álbum como ruim. Menezes não gostou da experimentação e da mistura de referências que a banda fez nas músicas, diz ainda que o disco não é muito brilhante, já que os músicos repetem coisas que foram feitas nos álbuns anteriores. No entanto, o crítico lembra que a cada música “você descobre algo novo e pode ser que com as audições futuras você ache ele melhor”. O G1 traz duas opiniões: para Marcus Vinícius Brasil, que gostou do disco, “The king of limbs não é a obra-prima do Radiohead. Mas faz lembrar, felizmente, que mesmo soando como o avesso de Lady Gaga ou Kesha, dá para fazer um álbum relevante na música pop”. Já Gustavo Miller, que não gostou, diz que o álbum “perde a aura pop e rocker do excelente “In rainbows” e aponta para um retorno da fusão jazz, rock e eletrônica de “Kid A” e “Amnesiac”, justamente os trabalhos mais “cabeça” de Thom Yorke e companhia”. Leia a crítica da Folha de S.PauloG1.

Na gringa – Neil McCormick, do jornal britânico The Telegraph, disse que o disco “inquieta, mas, apesar da ousadia e estranheza, vai bem no ouvido”. A crítica do The Reviews Blog, site da publicação britânica NME, escrita por Luke Lewis, classifica The King of Limbs como um “um álbum para se adimirar, não para se amar”. Quem quiser mais uma opinião pode ler a crítica de Ben Graham, do blog The Quietus, que escreve sobre todas as músicas do disco. “É muito cedo para dizer que este poderia ser o melhor álbum do Radiohead até hoje, mas estou tentando”, escreve Graham. Leia as críticas completas do The Telegraph, NME e The Quietus.

Confira abaixo o clipe da faixa “Lotus Flower”, primeira música de trabalho do “The King of Limbs”, e tire suas conclusões.

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s